Notícias

14/06/2018 18:31 esportes.r7.com

Quinze recordes que podem ser quebrados na Copa de 2018

 
Müller, atacante da Alemanha, poderá bater dois recordes na Copa de 2018

Müller, atacante da Alemanha, poderá bater dois recordes na Copa de 2018

Thilo Schmuelgen - 9.6.2018

Em sua 21ª edição, a Copa do Mundo poderá ver recordes quebrados na Rússia. Alguns envolvendo a seleção brasileira e os craques Messi e Cristiano Ronaldo. Confira:

5 Copas do Mundo disputadas - O zagueiro mexicano Rafa Marquez chega para a sua quinta Copa do Mundo. Depois de jogar em 2002, 2006, 2010 e 2014, o jogador de 39 anos tem a chance de igualar a façanha do compatriota Antonio Carbajal (goleiro - 1950, 1954, 1958, 1962 e 1966) e o alemão Lothar Matthaus (meia - 1982, 1986, 1990, 1990 e 1994), caso entre em campo em alguma partida do México. Mesmo não jogando, Rafa Márquez já garantiu um recorde de ir à cinco Copas, como os dois acima e o goleiro Buffon, que jogou em 2002, 2006, 2010 e 2014 e ficou apenas no banco em 1998.

Gols em quatro Copas do Mundo - Até hoje, apenas os alemães Uwé Seeler (1958, 1962, 1966 e 1970) e Miroslav Klose (2002, 2006, 2010 e 2014) e o brasileiro Pelé (1958, 1962, 1966 e 1970) conseguiraram marcar gols em quatro Mundiais seguidos. Em 2018, três jogadores podem alcançar essa marca: o australiano Tim Cahill, o mexicano Rafa Márquez e o português Cristiano Ronaldo, que fizeram gols em 2006, 2010 e 2014.

Maior artilheiro das Copas - Em 2014, o alemão Miroslav Klose superou Ronaldo e tornou-se o maior artilheiro das Copas com 16 gols, um a mais do que brasileiro. Outro alemão, Thomas Müller, o maior artilheiro em atividade com 10 gols, pode igualar a marca de Klose ou até se tornar o maior goleador em mundiais na Rússia 2018.

Campeões como jogador e técnico - O brasileiro Zagallo, ponta-esquerda em 1958 e 1962 e técnico em 1970, foi o primeiro a ganhar do Copa do Mundo como jogador e técnico na história. Depois, o alemão Franz Beckenbauer (1974 e 1990), repetiu a façanha. Agora, o francês Didier Deschamps, volante em 1998 e atual técnico da seleção francesa, pode repetir o feito.

5 gols em três Copas do Mundo - O alemão Thomas Müller, um dos artilheiros da Copa de 2010, com 5 gols, e autor de mais 5 gols em 2014, poderá ser o primeiro jogador a marcar 5 gols em três Copas seguidas. Até hoje, além de Thomas Müller, apenas Miroslav Klose (2002 e 2006) e o peruano Teofilo Cubillas (1970 e 1978) são os únicos que conseguiram marcaram cinco gols em duas Copas.

13 jogos de invencibilidade - Em 20 edições, a maior série invicta de uma seleção em Copas do Mundo é de 13 jogos, com a seleção brasileira, que não perdeu em 1958 (6 jogos), 1962 (6 jogos) e 1966 (1 jogo). A Alemanha, atual campeã, perdeu sua última partida em Copas na semifinal de 2010, para a Espanha. Desde então, carrega uma invencibilidade de 8 jogos.

Jogador mais velho - Goleiro titular da seleção do Egito, Essa El-Hadady, de 45 anos e 5 meses, poderá se tornar o jogador mais velho a entrar em campo numa Copa do Mundo em 2018, superando o recorde do colombiano Faryd Mondragon (43 anos e 3 dias), alcançado no Mundial de 2014, no Brasil.

 

Empates consecutivos - Entre 1998 e 2002, a Bélgica alcançou o recorde de empates consecutivos em Copas do Mundo. Em 2014, a Costa Rica empatou as últimas três partidas e pode agora igualar ou superar a marca da seleção belga.

Jogos como capitão - O argentino Maradona é o recordista de jogos com a braçadeira de capitão em Copas do Mundo: 16 partidas. O mexicano Rafa Márquez, com 14 jogos, poderá alcançar ou superar essa marca na Rússia.

Gols como capitão: Jogador com mais partidas como capitão, Maradona é também o capitão com mais gols em Mundiais: 6 gols. Messi, também da Argentina, tem 4 gols como capitão. Gyorgi Sarosi (Hungria), Uwe Seeler (Alemanha), Karl-Heinz Rummenigge (Alemanha) e Lothar Matthaus (Alemanha), marcaram 5 gols como capitães. 

Invencibilidade das seleções da Concacaf: Em Copas do Mundo, a maior sequência invicta de seleções da Concacaf (América Central e América do Norte) é a da seleção mexicana, que registrou nos EUA em 1994 e na França em 1998, seis jogos sem derrota. A Costa Rica, que não perdeu nenhuma das cinco partidas no Brasil em 2014, poderá iguala a marca se evitar a derrota contra a Sérvia, em sua estreia na Rússia.

Cartões - O zagueiro mexicano Rafa Marquez está empatado com o brasileiro Cafu e o francês Zidane na lista dos jogadores com mais cartões recebidos em Copas do Mundo, com seis advertências cada. Outros jogadores que podem entrar nessa lista são o argentino Mascherano e o australiano Tim Cahill, ambos com cinco cartões cada. 

Mais vitórias consecutivas - Com cinco vitórias consecutivas na Copa do Mundo do Brasil, em 2014, a Alemanha tem a chance alcançar o recorde de 11 vitórias seguidas da Itália (entre 1934 e 1938), e o do Brasil (entre 2002 e 2006). Para esse recorde, vitórias na prorrogação e também entram.

Mais jogos em Copas do Mundo - Atual campeã,a Alemanha é a seleção com mais jogos disputados em Copas do Mundo (106), seguida pela seleção brasileira (104). Ambas farão, no mínimo, mais três jogos na primeira fase. Caso a Alemanha caia duas fases antes do Brasil, nossa seleção poderá igualar ou até superar a germânica.

Técnico com mais vitórias - O alemão Helmut Schon é o técnico com mais vitórias em Copas do Mundo, dirigindo a Alemanha Ocidental entre 1966, 1970, 1974 e 1978. Outro alemão, Joachim Low, tem vitórias (cinco em 2010 e seis de 2014), tem a chance de igualar essa marca ou até ultrapassá-la na Rússia.


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo